Acesso a clientes

OU

Acesso a clientes

08/08/2022

Gesinflot participa no 18º Congresso de Empresários do Transporte do CETM

Como complemento de tudo o que foi dito no decurso do 18º Congresso de Empresários do Transporte do CETM, A organização dedicou uma apresentação à digitalização, ou datalização do transporte, na qual os dados são a peça fundamental sobre a qual se baseia a otimização dos processos dentro da logística. Para falar sobre isso, participaram vários palestrantes: por um lado, Ginés Hernández, consultor da TDI, Técnicas de Engenharia (Gesinflot), Eduardo Garassini, CEO da empresa, e Eusebio Álvarez, diretor de frota da transportadora Ibertinsa. 

Segundo Ginés Hernández, assessor estratégico da TDI, Técnicas de Engenharia (Gesinflot):

 "EO transporte em geral é um dos setores mais regulados da economia.”

E lembrou os regulamentos que foram modificados nos últimos tempos, como o especificações técnicas para transporte terrestre de produtos alimentares a temperaturas controladas, que entrou em vigor em abril de 2021.

Ele também explicou as tendências disruptivas que estão ocorrendo na logística, como veículos robóticos para o armazém, drones para gerenciamento de pacotes ou a distribuição de mercadorias e condução autónoma. Ele também se referiu à computação em nuvem, blockchain ou Big Data, que abre uma mundo novo para o transporte do futuro. Segundo Ginés Hernández,

A pandemia de Covid acelerou todos esses processos e para isso é preciso estar preparado.”

O que é datação

Vamos ao próximo orador, Eduardo Garassini, Diretor Geral de Técnicas de Engenharia TDI (Gesinflot) fez uma apresentação didática, explicando o que datalização e como ela se aplica ao mundo dos transportes e logística.

Para Garassini, os desafios e dificuldades de trabalhar dessa nova forma:

“Eles estão adaptando essa tecnologia, que existe há anos, para as pessoas que trabalham na empresa. A digitalização não é gratuita, mas Você tem que investir dinheiro que terá um retorno. Para isso, são necessárias as ferramentas adequadas para cada tipo de trabalho”.

Da teoria à prática 

Para explicar como toda essa tecnologia e informação se adapta a uma empresa de transporte, a apresentação contou com explicações do gerente de frota da Ibertinsa, Eusebio Álvarez, cuja empresa é cliente da Técnicas de Engenharia TDI (Gesinflot).

Segundo suas palavras,

e minimizar o erro humano e aumentar a produtividade do transporte, que é o fim desta tecnologia”

 

Estes são feitos em A empresa faz parte da TADA (Transport Safety Association), possui certificados de qualidade 9001, 14001 e GDP (dedicado a produtos refrigerados). Como contou Eusébio: 

“Eliminamos os tacógrafos e termógrafos de papel, porque deram erro, mas a tecnologia não dá erro. Dispomos de acesso remoto a todos os dados técnicos do veículo e do reboque, para saber a todo o momento onde se encontra a carga e qual o seu estado. Com os pontos de carga e descarga, podemos integrar os eventos de abertura de portas e saber quando eles ocorrem”. Os sistemas de controle de frota da GesInFlot atualmente são oferecidos na modalidade SaaS, em que todo o sistema de controle está localizado em um CPD (Centro de Processamento de Dados) de alta segurança, onde estão instalados todos os servidores e sistemas de informação, oferecendo um ambiente seguro e confiável aos clientes por meio de acesso privado à web.

Artigo Transporte Profissional: https://www.transporteprofesional.es/noticias-cetm/asociacion/cetm/que-es-la-datalizacion-y-como-se-aplica-al-transporte-y-la-logistica

Contacte-nos para mais informações.